sexta-feira, 16 de julho de 2010

Arte, Culinária e Teleatendimento.


Para fazer esta pintura utilizei tinta guache, daquelas escolares mesmo, e um lapis de maquiagem, comumente usados para  pintar os olhos.
Um amigo ao ver a pintura me perguntou se utilizei pastel.
Minha filha indignada se adiantou ao responder: "Claro que não!"
Percebi então que ela achou que estavamos nos referindo ao pastel culinário, aquele que saboreamos nas feiras aos sábados.
Expliquei então que pastel era uma especie de giz de cera, mais pastoso.
Ela questinou o motivo de ambos receberem o mesmo nome.
Eu não tenho certeza mas deve ser porque o pastel é uma massa, assim como o giz.
E por falar em pastel de comer e pastel de pintar, o tema  arte e culinaria me fez lembrar de   um famoso pintor frances, que foi também pasteleiro e inventor da massa folhada.
Claude Gellée (1600-1682) trabalhava em uma pastelaria e inventou a massa folhada, por acaso quando acresentou muita manteiga na hora de sová-la, o resultado agradou muito seu pai, que o incentivou a fazer novas experiencias  e aperfeiçoar a receita. O sucesso foi tanto que Gellé  e abriu sua propria  pastelaria.
Tal fato matou literalmente, o ex patrão do pintor de inveja, levando-o a cometer suicidio.
Essa história responderia a pergunta que caiu em uma prova filosofia quando eu estava no  ensino médio:
"Por que o padeiro não assina o pão?"
Nem precisa dizer que  tirei uma indigesta nota  zero.
Se fosse hoje eu contaria pra ele a curiosa história do pintor pasteleiro. Ele sim, seria capaz de assinar um de seus pães, assim como o fazia com as telas.
Mas é claro que eu não sabia disso aos quatorze anos de idade.Pena...
Uma coisa que deixa bastante intrigada é que foi também  um pasteleiro o primeiro a usar o telefone para aumentar suas vendas, criando assim o serviço de telemarketing que todos nós conhecemos. É claro que sobre esses dados há muitas controversias.
O que é certo, é que a invenção do pasteleiro pintor é muito melhor do que a do pasteleiro marketeiro (rs).
Eis uma belíssima obra de Claude Gellé, ou melhor Le Lorrain, como é conhecido no mundo das artes.

E quem estiver interessado em se aventurar nas artes culinárias acesse o link com a receita da massa folhada.
http://tudogostoso.uol.com.br/receita/21380-massa-folhada-caseira-para-doces-e-salgados.html
Divirtam-se !!!

4 comentários:

Marco Rodriguéz disse...

Bela arte!
Você desenha muito bem!
Quanto a prova de filosofia. É assim mesmo, os professores de filosofia, namaior parte das vezes, poucos são didáticos, daí fica difícil acompanhar o racioncínio deles! (rs)

Thiago Almeida disse...

Você viaja. No bom sentido da frase, claro. Você viaja e, quando transfere a viagem pro papel, leva a gente junto.

Até mais, Greta.
Manda noticias... Porra!

Marcos S. P. Euzebio disse...

Bacana esse post!

Greta disse...

:)